Mais de 200 escolas de todo o país participam sexta-feira no Dia do Nariz Vermelho

Operação Nariz Vermelho conta atualmente com uma equipa de 22 Doutores Palhaços
2 de abril de 2014 - 12h33
Mais de 210 escolas de todo o país já aderiram ao Dia do Nariz Vermelho, uma campanha de sensibilização dos alunos para o trabalho desenvolvido pelos Doutores Palhaços nos hospitais e de angariação de fundos para a instituição.
O Dia do Nariz Vermelho, que se assinala na sexta-feira, “assume, de ano para ano, maior importância” para a sustentabilidade financeira da Operação Nariz Vermelho, disse Magda Ferro, responsável de comunicação da instituição.
No ano passado, participaram nesta campanha mais de 50.500 alunos de 170 escolas, tendo sido angariados 62.500 euros em donativos que permitiram garantir a visita semanal de uma dupla de Doutores Palhaços a três hospitais durante um ano, dos 13 que a instituição vista.
Este ano, “temos a fantástica notícia de já termos superado as inscrições do número de escolas” em relação a 2013, adiantou à Lusa Magda Ferro.
“Neste momento, já temos 210 escolas inscritas e temos a confiança de que os resultados vão ser também superiores aos do ano passado em termos de angariação de fundos”, que são fundamentais para uma organização que “presta um serviço gratuito nos hospitais”, sublinhou a responsável.
Magda Ferro explicou que esta campanha desafia as escolas e as universidades a dinamizarem um conjunto de ações “com vista a salientar a importância de contribuírem para causas” e especificamente para a missão Nariz Vermelho, que “é levar alegria às crianças hospitalizadas”.
“Com a solidariedade de todos, dos mais pequenos, dos alunos, das crianças (…) podemos fazer a diferença”, comentou.
O apelo à participação conta com o apoio de Miguel Oliveira, piloto representante de Portugal no Mundial de Moto GP que, em conjunto com os Doutores Palhaços, gravou um vídeo em que explica como podem os estabelecimentos de ensino fazer parte deste movimento.
“A iniciativa prevê a realização de um ‘flash mob’ e outras atividades que assinalam um dia diferente, participativo e de consciência social global, que fomenta a criatividade e espírito interventivo dos próprios alunos”, refere a Operação Nariz Vermelho.
Este ano, o Dia do Nariz Vermelho vai ser celebrado também nas ilhas da Madeira e Açores com a realização de caminhadas e corridas solidária, a Gala de Sorrisos, um arraial e um circo.
O desafio colocado aos estabelecimentos de ensino foi o de criarem uma obra de arte com os narizes vermelhos, que será depois objeto de uma exposição pública.
Oficialmente constituída em 2002, a Operação Nariz Vermelho conta atualmente com uma equipa de 22 Doutores Palhaços e 11 profissionais nos bastidores, que visitam cerca de 40.000 crianças por ano.
Lusa
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários