Mais de 100 farmácias aderem à iniciativa de recolha de medicamentos

Projeto com quatro anos
15 de fevereiro de 2013 - 10h25
Mais de 100 farmácias das regiões do Alentejo, Algarve, Covilhã, Lisboa, Santarém e Setúbal vão aderir, no sábado, à jornada anual de recolha de medicamentos, numa iniciativa promovida pelo Banco Farmacêutico.
A campanha deste ano de recolha de medicamentos e produtos de saúde vai beneficiar 67 instituições particulares de solidariedade social (IPPS) e misericórdias das seis regiões onde a jornada vai decorrer.
A quinta jornada de recolha de medicamentos conta com a adesão de 111 farmácias distribuídas pelas regiões do Alentejo, Algarve, Covilhã, Lisboa, Santarém e Setúbal.
Segundo o Banco Farmacêutico, a iniciativa tem como objetivo “sensibilizar os portugueses a doar medicamentos e produtos de saúde, em colaboração com as realidades assistenciais que operam localmente”.
Em quatro anos de jornadas de recolha de medicamentos tem-se registado um crescimento contínuo do número de farmácias, voluntários, instituições apoiadas e também em número de medicamentos recolhidos, refere uma nota do Banco Farmacêutico.
Desde 2009, ano em que a iniciativa decorreu pela primeira vez em Portugal, tanto o número de instituições apoiadas como as farmácias associadas a esta causa quase duplicou, registando-se um crescimento que ronda os 190 por cento em ambos os casos, adianta a nota.
Segundo o Banco Farmacêutico, ao longo de quatro anos foi angariado um total de 28.919 medicamentos.
O Banco Farmacêutico nasceu em Milão, em 2000, existindo também desde 2007 em Espanha. Atualmente, abrange cerca de 3.500 farmácias e já beneficiaram mais de 450 mil pessoas carenciadas.

Lusa
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários