Macau tem 16 quilómetros de tubos de água com amianto

O secretário para os Transportes e Obras Públicas de Macau revelou que cerca de dois por cento, ou 16 quilómetros, das tubagens de abastecimento de água na cidade contêm ainda amianto e prometeu "tentar resolver a situação".
créditos: CARMO CORREIA / LUSA

Raimundo do Rosário esteve na Assembleia Legislativa para responder a interpelações dos deputados e disse que já tinham sido dadas instruções à Sociedade de Abastecimento de Água de Macau para "elaborar um relatório semestral" sobre a substituição de tubagens com amianto, nocivo para a saúde.

O secretário reafirmou que os níveis de chumbo encontrados estão em conformidade com o recomendado pela Organização Mundial de Saúde, a propósito das análises efetuadas às canalizações de edifícios públicos construídos depois de 2007 para apuramento dos níveis daquele metal, depois de terem sido encontrados valores elevados em análises idênticas em Hong Kong.

Raimundo do Rosário explicou também que serão efetuados mais exames aos edifícios de habitação pública construídos antes de 2007 e lembrou que, no que se refere aos edifícios privados, cabe aos coproprietários e às empresas de gestão dos edifícios garantir a qualidade do abastecimento dentro dos prédios.

"Não pretendemos elaborar uma lei que obrigue a esta fiscalização aos edifícios privados e públicos", disse Raimundo Rosário, vincando que dentro das portas dos edifícios cabe aos privados fiscalizar e prevenir problemas.

artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários