Liga promove encontro sobre cancro infantil nos Açores

Todos os anos surgem em Portugal 350 novos casos de cancro infantil
4 de fevereiro de 2014 - 11h57



O núcleo da Liga Portuguesa Contra o Cancro nos Açores promove este mês um encontro sobre cancro pediátrico, que é "muito pouco frequente" mas tem "inúmeras especificidades", sendo detetados 15 a 20 casos novos por ano no arquipélago.



O encontro terá lugar a 21 e 22 de fevereiro nas ilhas de S. Miguel e Terceira, explicou hoje à Lusa o presidente do Núcleo Regional dos Açores da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC).



Segundo Gonçalo Forjaz, trata-se de uma forma de "assinalar" o Dia Mundial da Luta Contra o Cancro, efeméride hoje celebrada, e de "proporcionar maior reflexão, troca de conhecimentos e sensibilização" sobre uma doença "muito pouco frequente", que reporta "entre 15 a 20 novos casos" por ano nos Açores.



Leucemias e linfomas entre os tipos mais comuns



Segundo dados do Portal de Oncologia Pediátrica, todos os anos surgem em Portugal 350 novos casos de cancro infantil, sendo mais comuns as leucemias e os linfomas. Gonçalo Forjaz, que é também responsável pelo Registo Oncológico Regional (ROR) dos Açores, refere que a 19 de fevereiro, nas XXI Jornadas do ROR-Sul, serão conhecidos "novos dados" do primeiro ano de implementação do ROPP - Registo Oncológico Pediátrico Português.



Apesar da baixa incidência na região, o responsável alerta que o cancro pediátrico tem "inúmeras especificidades" sobretudo no que "respeita à origem e às causas por comparação com o cancro nos adultos", tornando-o numa patologia de "difícil prevenção" devido a "causas de foro genético e hereditário" e à inexistência de comportamentos de risco como no caso, exemplificou, do consumo de tabaco e álcool no cancro adulto.



De acordo com o responsável, o encontro visa "ajudar os pais a rapidamente intervirem e a acompanharem os seus filhos na luta contra o cancro", acrescentando que os casos de cancro infantil nos Açores são "todos acompanhados e tratados no continente, no Instituto Português de Oncologia (IPO) de Lisboa e do Porto e no Hospital Pediátrico de Coimbra".



O encontro "Cancro em Crianças e Adolescentes", repartido a 21 de fevereiro pelo auditório do Hospital do Divino Espírito Santo, em Ponta Delgada, e a 22 pelo Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo, assinala igualmente o Dia Mundial da Criança com Cancro, a 15 de fevereiro.



Organizado em colaboração com o Centro de Estudos de Bioética - Pólo Açores, o evento contará com a presença de vários especialistas convidados, entre eles, o médico pediatra Nuno Lobo Antunes, Maria João Gil da Costa, da Unidade de Oncologia Pediátrica do Hospital de São João, e Filipe Almeida, do Serviço de Humanização do Hospital de São João (no Porto).



Ainda para assinalar o Dia Mundial da Luta Contra o Cancro, Gonçalo Forjaz anunciou a criação de um novo serviço de drenagem linfática que o Núcleo Regional dos Açores da LPCC passa a prestar gratuitamente a mulheres mastectomizadas por cancro de mama que desenvolvam edema do braço como consequência de tratamento oncológico.



SAPO Saúde com Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários