Leiria duplica em 2014 apoio no programa de comparticipação de medicamentos

O programa de comparticipação de medicamentos da Câmara de Leiria para famílias carenciadas beneficiou o ano passado 744 pessoas, anunciou esta terça-feira a autarquia, que despendeu com a iniciativa 75 mil euros, mais do dobro do que em 2013.

Numa nota de imprensa, o município liderado por Raul Castro explica que em 2014 “foram formalizadas 583 candidaturas” ao programa, “abrangendo um total de 1.278 indivíduos”, sendo que 356 foram deferidas e contemplaram 744 pessoas.

Em 2013, chegaram ao município 371 candidaturas para este programa, tendo sido diferidos 287 pedidos de apoio de agregados familiares representando 650 beneficiários, tendo a câmara despendido com esta ação cerca de 32 mil euros.

“Comparativamente ao ano de 2013, no ano de 2014 verificou-se um aumento de 212 candidaturas, o que equivale a um acréscimo de 36%”, informa a câmara.

À agência Lusa, a vereadora com o pelouro do desenvolvimento social, Ana Valentim, considerou ser “de grande importância atribuir estes apoios a famílias que não têm capacidade para adquirir os seus próprios medicamentos”.

“Por outro lado, é incontornável salientar não só o aumento das candidaturas, mas em especial o facto de os apoios incidirem sobretudo no colmatar de uma dificuldade sentida pelos mais idosos, crianças e jovens", declarou Ana Valentim.

Das 583 candidaturas, a esmagadora maioria partiu de mulheres – 406 -, sendo que “o escalão etário predominante é o dos 40 anos aos 64 anos (44,05%), seguido pelo escalão que compreende os 0 aos 17 anos (23,64%), o que indicia que o programa abrange um elevado número de menores”, 302 no total.

“Das 18 freguesias/união de Freguesias que compõem o concelho, constata-se que a União de Freguesias de Leiria, Pousos, Barreira e Cortes é aquela de onde se verifica um maior número de candidaturas”, num total de 223, seguida pela União de Freguesias de Marrazes e Barosa, com 188 candidaturas.

O programa de atribuição de comparticipação em medicamentos a famílias carenciadas está implementado desde abril de 2010 no município de Leiria.

Para o ano em curso e atendendo ao aumento de candidaturas, o município reservou para esta iniciativa uma verba de 80 mil euros.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários