Legionella deixa 44 doentes nos cuidados intensivos em Lisboa, 27 com ventilação assistida

Quarenta e quatro doentes com legionella estão internados nos cuidados intensivos da região de Lisboa e Vale do Tejo, dos quais 27 com ventilação assistida, segundo dados da Administração Regional de Saúde.
créditos: LUSA

De acordo com a atualização dos dados da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), foram diagnosticados, até ao momento, 308 doentes na região, tendo 44 já recebido alta clínica.

Para hoje está marcada a apresentação dos resultados dos estudos epidemiológicos efetuados pela 'taskforce' constituída para acompanhar o surto de legionella em Vila Franca de Xira.

No encontro, marcado para as 17h00, estarão presentes os ministros da Saúde, Paulo Macedo, e do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia, Jorge Moreira da Silva.

Os primeiros casos diagnosticados do surto de 'legionella' surgiram na região de Vila Franca de Xira, na passada sexta-feira.

A doença do legionário, provocada pela bactéria Legionella pneumophila, contrai-se por inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis) de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários