Joanetes são herdados geneticamente, indica estudo

Podólogos britânicos afirmam que o estudo mostra que os sapatos ajudam a piorar o problema
22 de maio de 2013 - 11h27
Um estudo conduzido nos Estados Unidos constatou que o risco de desenvolver joanetes está ligado à genética e não ao tipo de sapatos que se utilizam. 
Framingham Foot Study colheu dados de 1.370 adultos e observou a tendência da deformidade estar ligada a um familiar. Segundo os autores do estudo, a descoberta indica que as pessoas podem ter predisposição genética à formação de joanetes.
As mulheres apresentam maior incidência da patologia, o que alimentou durante algum tempo a ideia de que os culpados pelos joanetes seriam os sapatos de salto alto. Os cientistas acrescentam que o estudo mostra que os sapatos ajudam a piorar o problema, mas não a causá-lo. 
O estudo, conduzido entre 2002 e 2008, recolheu depoimentos de pessoas que sofriam de joanetes e observou a incidência do problema na família mais próxima.
O resultado comprovou a tese de que há uma correlação entre a genética e o aparecimento de joanetes, em homens e mulheres de todas as idades, mas particularmente em mulheres.
SAPO Saúde
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários