Intermarché vai retirar óleo alimentar com transgénicos até março

Estudo da Plataforma Transgénicos classifica o Intermarché como o pior de 10 hipermercados
25 de fevereiro de 2013 - 14h07
O Intermarché, empresa que detém os hipermercados Os Mosqueteiros, admitiu hoje que vende um óleo alimentar com ingredientes eventualmente transgénicos, mas garantiu que o produto será retirado do mercado até final de março.
“O Intermarché confirma a existência de um óleo alimentar comercializado sob a marca Top Budget (…), sendo que um deles pode eventualmente incluir ingredientes transgénicos, especificamente óleo de soja proveniente de soja geneticamente modificada”, afirmou fonte oficial do grupo Os Mosqueteiros em comunicado enviado à agência Lusa.
A empresa reagia às conclusões, hoje divulgadas, de um estudo feito pela Plataforma Transgénicos, que classifica o Intermarché como o pior numa lista de 10 hipermercados no que toca a discrepância entre a política anunciada de exclusão de transgénicos e a sua presença efetiva nas lojas.
Na nota enviada à Lusa, a mesma fonte do grupo Os Mosqueteiros esclarece que “a inclusão de ingredientes geneticamente modificados no produto referido está devidamente identificada na sua rotulagem, de acordo com o previsto na legislação em vigor”, o que dá “a opção de escolha ao consumidor”.
No entanto, assegura a mesma fonte, o produto já está a ser retirado das prateleiras dos hipermercados da empresa.
“Tendo em consideração a política do grupo Os Mosqueteiros acerca da não utilização de organismos geneticamente modificados ou ingredientes provenientes de OGM [Organismos Geneticamente Modificados] nos produtos de marca própria, a direção comercial alimentar decidiu descontinuar o produto”, refere.
A decisão de retirar o produto já tinha sido tomada no ano passado, mas “devido a compromissos de ordem comercial” está ainda à venda até serem esgotados os stocks, o que “não deverá ultrapassar o primeiro trimestre de 2013”, concluiu.
Lusa
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários