Insónias frequentes duplicam risco de ataque cardíaco em pessoas saudáveis

Estudo durou 11 anos e envolveu 52.610 pessoas
25 de fevereiro de 2013 - 11h49



Pessoas com dificuldade em adormecer ou com frequentes pausas no sono apresentam um risco acrescido em 45% de sofrer enfartes do miocárdio ou outros problemas cardíacos.



O estudo publicado pela American Heart Association avança que episódios recorrentes de insónia duplicam o risco de ataques cardíacos em pessoas saudáveis, já os problemas do sono podem estar relacionados com fatores que aumentam a pressão sanguínea. Contudo, os cientistas não deslindam a conexão entre insónia e risco cardíaco.



A investigação, que decorreu durante 11 anos e envolveu adultos noruegueses, confirmou que as pessoas com dificuldade em adormecer na maioria das noites apresentavam um risco 45% maior de sofrer um enfarte.



"Os problemas do sono são comuns e facilmente tratáveis. É importante que as pessoas estejam conscientes desta ligação entre insónia e problemas cardíacos e que falem com o seu médico quando ocorrerem os primeiros sintomas", frisou o líder do estudo, Lars Erik Laugsand, da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia.



Para a investigação, os cientistas basearam-se em respostas dadas a um questionário por 52.610 participantes e na análise de arquivos de hospital de 2,368 pessoas que tiveram ataques de coração durante os 11 anos de acompanhamento.



SAPO Saúde
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários