Idosos de Monção podem candidatar-se a apoios para compra de remédios

Os idosos carenciados do concelho de Monção podem candidatar-se, até 7 de setembro, a apoios na compra de medicamentos, suportados pela câmara local.
créditos: AFP/PHILIPPE HUGUEN

Em comunicado hoje divulgado, aquela autarquia do Alto Minho adiantou que o apoio, "destinado a 50 pessoas do concelho, com idade igual ou superior a 66 anos, com comprovada carência económica, traduz-se na comparticipação, em 50% do encargo do utente na compra de medicamentos com receita médica do Serviço Nacional de Saúde (SNS)".

De acordo com a Câmara de Monção, os remédios podem ser adquiridos numa das seis farmácias existentes no concelho, sendo que "cada utente terá um limite anual de 160 euros".

"A conta corrente é feita através de um cartão que será disponibilizado aos beneficiários, sendo atualizado sempre que houver uma compra", lê-se na nota daquela autarquia que destinou no orçamento deste ano uma verba de oito mil euros para esta medida.

Aquele apoio está previsto num regulamento municipal, aprovado pelo executivo municipal em fevereiro passado, que foi sujeito a consulta pública, tendo sido publicado em Diário da República em julho passado.

Na altura da aprovação daquela medida, o presidente da Câmara, Augusto Domingues, afirmou tratar-se de uma medida de "combate a situações de adversidade social" face "aos reduzidos recursos financeiros e ao envelhecimento progressivo da nossa população" do concelho.

"Não queremos que ninguém deixe de tomar os remédios por não os poderem comprar. A nossa função é essa. Ajudar quem mais precisa", sustentou na ocasião.

artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários