Hospital de Viana com mais de 7.600 horas de trabalho voluntário em 2013

Cerca de 60 voluntários prestaram 7.621 horas de trabalho voluntário junto dos utentes
19 de março de 2014 - 16h24



Cerca de 60 voluntários prestaram mais de 7.600 horas de serviço no apoio a utentes de várias especialidades do Hospital Distrital de Viana do Castelo, nomeadamente pessoas dependentes, ao longo do ano de 2013.



De acordo com informação enviada hoje à Lusa pela Liga dos Amigos do Hospital de Viana do Castelo (LAHVC), durante o último ano foram prestadas 7.621 horas de trabalho voluntário junto dos utentes, nomeadamente nos internamentos de Medicina, Cirurgia, Ortopedia e Pediatria, mas também no atendimento das Consultas Externas e em Oncologia.



Incluem-se nas ações dos cerca de 60 voluntários da liga o apoio nas refeições, no acompanhamento e ajuda aos utentes mais dependentes, além de 163 serviços de cabeleireiro aos doentes internados.



A LAHVC funciona há 32 anos e tem como "objetivo primordial" a "mobilização da comunidade para a humanização dos cuidados hospitalares em Viana do Castelo", através de trabalho voluntário e apoios externos.



Disponibiliza, nomeadamente, um serviço de pequeno-almoço gratuito aos "doentes mais carenciados" que recorrem ao hospital distrital, que serve mais de 250 mil pessoas. Esta componente, explica a instituição, assumiu "especial relevo" no orçamento de 2013, traduzindo-se na oferta de 8.232 copos de leite, leite com cevada, cevada ou chá e 6.122 pacotes de bolachas.



Fruto de campanhas de recolha de bens e de apoios financeiros, a liga disponibilizou aos utentes mais carenciados daquele hospital roupas e próteses, mas também apoios às mulheres mastectomizadas. Cedeu ainda equipamentos solicitados pelos diferentes serviços hospitalares, como televisores e até uma bicicleta estática para a unidade de psiquiatria.



A liga recorda que o mais antigo serviço de solidariedade que presta é relativo à dádiva benévola de sangue, que "continua a ser um contributo decisivo para a qualidade dos serviços prestados aos doentes" daquela unidade.



De acordo com os registos do Serviço de Hemoterapia, o Hospital Distrital de Viana do Castelo recebeu, em 2013, cerca de 6.000 dádivas de sangue e registou 700 novos dadores, "dando cabal satisfação às necessidades" locais, "tal como se vem verificando há mais de vinte anos".



Lusa
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários