Hospital de Macedo de Cavaleiros com Medicina Interna a partir de agosto

Unidade estada sem médico interno desde início do mês

17 de julho de 2014 - 12h22

A Câmara de Macedo de Cavaleiros anunciou hoje que a urgência do hospital local vai voltar a ter o apoio da Medicina Interna a partir do dia 01 de agosto.

A autarquia liderada pelo social-democrata Duarte Moreno divulgou hoje, em comunicado, que a garantia foi dada na quarta-feira pelo presidente do conselho de administração da Unidade Local de Saúde do Nordeste (ULSNE).

No início do mês, a Câmara de Macedo de Cavaleiros acusou os responsáveis pela saúde no Nordeste Transmontano de estarem a esvaziar o hospital local ao acabarem com a Medicina Interna na urgência desde o dia 01.

No dia 03, a Câmara de Macedo de Cavaleiros acusou os responsáveis pela saúde no Nordeste Transmontano de estarem a esvaziar o hospital local ao acabarem com a Medicina Interna na urgência desde o primeiro dia do mês.

No comunicado hoje divulgado, o autarca mostra-se “muito satisfeito por todos os esforços” levados a cabo “resultarem na reposição da normalidade” da urgência local.

“O presidente da ULSNE conseguiu, de facto, entender que a medida assumida no início deste mês não era a melhor nas diversas vertentes da gestão dos cuidados de saúde no distrito”, sublinha Duarte Moreno.

O autarca afirma ainda que o responsável da ULSNE “foi mal aconselhado” e espera que “daqui para a frente a ULS perceba que a unidade hospitalar de Macedo de Cavaleiros é essencial para uma estratégia que tenha como grande objetivo servir as populações”.

No início do mês, contactada pela Lusa, a ULSNE confirmou, por escrito, que o único clínico desta especialidade alocado à SUB de Macedo de Cavaleiros deixou de dar apoio a este serviço para reforçar a escala global das urgências médico-cirúrgicas de Bragança e Mirandela.

Por Lusa

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários