Hospitais de Coimbra criam centros para investigação e para ensaios clínicos

Centro hospitalar pretende melhorar a qualidade dos cuidados prestados aos doentes
29 de maio de 2013 - 15h46



O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) vai criar, “muito em breve”, um Centro de Responsabilidade Integrada (CRI) para a investigação clínica e o primeiro “centro de ensaios clínicos de fase I” em Portugal, foi hoje anunciado.



“Iremos muito em breve criar um CRI para a investigação clínica e lançar a primeira pedra para um centro de ensaios clínicos de fase I, para que os doentes do CHUC possam aceder, ainda mais precocemente, a produtos e serviços inovadores”, afirmou o presidente do conselho de administração do CHUC, José Martins Nunes.



A investigação nesta área visa também “aumentar o investimento estrangeiro em Coimbra”, para que o CHUC possa “reduzir a sua dependência do financiamento estatal”, sublinhou aquele responsável, que falava na sessão comemorativa do Dia do Ensaio Clínico, que está a decorrer, hoje, no auditório dos Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC/CHUC).



Com aquele CRI e o centro de ensaios, o CHUC pretende melhorar a “qualidade dos cuidados” prestados aos seus doentes e reforçar a sua “liderança nacional” e alcançar “um lugar de destaque entre os hospitais europeus mais avançados nesta matéria”, salientou Martins Nunes.



O CHUC já lidera a “investigação hospitalar em Portugal”, mas, assegura o seu presidente, tem “uma ambição maior” e quer “mais e melhor, sobretudo” para os seus doentes e para os seus profissionais. Como preconiza também “fazê-lo para nacionais e estrangeiros, dentro e fora de Portugal”.



Nesse sentido, o CHUC está a preparar um “programa de internacionalização e turismo de saúde”, visando “atrair a Coimbra doentes de outras geografias” para serem tratados nos seus “diversos centros de excelência”, disse Martins Nunes.



Estão a ser estudadas “oportunidades” de criação de “unidade satélites do CHUC além-fronteiras”, exportando o seu conhecimento, princípios, cultura e valores que “fizeram de Coimbra uma referência incontornável na área da saúde”, revelou ainda.



Além da “ajuda de todos, médicos, enfermeiros, farmacêuticos, pessoal técnico e operacional, para fazer mais e melhor investigação” e “promover mais e melhor inovação”, o CHUC conta também com “a ajuda dos seus parceiros da indústria farmacêutica e dos dispositivos e tecnologias de saúde, bem como dos CRO [contract research organization] a operar em Portugal”.



Exemplo dessas parcerias com organizações de investigação – “sempre no respeito absoluto pela ética e deontologia, bem como das boas práticas clínicas – é o protocolo hoje formalizado, durante a mesma sessão comemorativa do Dia do Ensaio Clínico, entre o CHUC e a Quintiles, “uma referencia mundial no campo das CRO”, e ao qual Martins Nunes espera “juntar nos próximos meses outros protocolos com grandes nomes da investigação mundial.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários