HIV/prevenção: Fármacos para tratar HIV ajudam também a preveni-lo

Estudo norte-americano sugere que medicamentos utilizados para tratar pessoas infectadas pelo HIV/Sida ajudam a prevenir o contágio da doença quando tomados previamente. O anúncio foi feito ontem, durante os preparativos para a Conferência Mundial sobre Sida, em Roma.

A Organização Mundial de Saúde já veio afirmar que esta descoberta poderá ter um "enorme impacto" na luta contra a proliferação da doença.

O estudo veio consolidar investigações anteriores que indicavam que os fármacos usados para tratar a doença poderiam desempenhar um papel fundamental também na prevenção.

A descoberta foi obtida a partir de duas investigações executados em África e indicam que quando tomados diariamente, as drogas reduzem, de facto, o risco de infecção.

"É um grande avanço científico que confirma o papel essencial que a medicina anti-retroviral tem a desempenhar na resposta à SIDA ", comentou MichelSidibé, director executivo do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Sida, citado pela BBC.

Um dos ensaios clínicos realizados no âmbito deste estudo foi executado por equipas de investigadores da Universidade de Washington no Quénia e Uganda. Foram seguidos 5 mil casais, em que apenas um dos parceiros apresentava infecção pela doença. Aplicaram-se duas vias de medicação e ambas indicaram que a toma diária de medicamentos para o tratamento previne o risco de infecção entre 60 a 70 por cento.

Dados específicos do estudo serão divulgados na 6ª Conferência sobre Sida - Tratamento e Prevenção que terá lugar em Roma, Itália, entre os dias 17 e 20 de Julho.

@Nuno de Noronha

14 de julho de 2011


Comentários