Habitantes de Fornos de Algodres vão passar a ter um "Serviço Voz Amiga"

A Câmara Municipal de Fornos de Algodres anunciou que decidiu alargar o serviço de teleassistência municipal de apoio a idosos que vivem isolados com o objetivo de combater a solidão.

O município, em parceria com a empresa Helpphone, tem a funcionar, desde 2014, um programa de Teleassistência Municipal, que abrange atualmente 16 idosos, que passa a disponibilizar, a partir da próxima semana, o "" a todos os utentes.

Segundo a autarquia de Fornos de Algodres, no distrito da Guarda, "a partir da próxima semana todos os utentes passarão a usufruir de três chamadas gratuitas semanais, por parte dos operadores da Helpphone, sendo o objetivo dessas chamadas, verificar se está tudo bem com os utentes (a sua maioria idosos isolados) e o estabelecimento de pequenas conversas que auxiliam no combate à solidão".

"Este é um projeto iniciado em 2014, que se tem constituído como um importante instrumento de apoio à população mais vulnerável do nosso concelho", salienta o município de Fornos de Algodres em nota enviada à agência Lusa.

Maior conquista é a segurança

O vereador Alexandre Lote, com o pelouro da Ação Social, Saúde e Qualidade de Vida, disse que o "Serviço Voz Amiga" do programa de teleassistência vai ser alargado a todos os idosos por ser "o serviço mais valorizado pelos utentes nas avaliações de satisfação periódicas que o município realiza juntos dos beneficiários".

"Os mesmos transmitiram a importância que este serviço tem no combate à solidão, considerando que esta chamada que visa o estabelecimento de uma conversa informal entre o operador e o utente deveria ser alargada no programa", justifica.

Alexandre Lote faz um balanço "extremamente positivo" do projeto iniciado em 2014, reconhecendo que o município consegue dar resposta mais rápida "a algumas situações que, sem a existência deste programa, teriam uma resposta muito mais demorada". "Para além disso, a maior conquista prende-se com a segurança que é dada, não só aos idosos, como à sua rede de suporte familiar, daí que o projeto esteja a ser tão valorizado pelos beneficiários", sublinha.

O vereador recorda que o município decidiu aplicar o programa de apoio aos idosos que vivem isolados, após conhecimento de pessoas nessas condições que "necessitam de uma especial atenção por parte de todos os intervenientes no apoio social, nomeadamente da Câmara Municipal".

"A possibilidade destes idosos terem um dispositivo que numa situação de emergência pode ser acionado para entrar em contacto com um operador que coordena a resposta adequada a cada situação, foi por nós considerado prioritário no apoio a estes munícipes que vivem em situação de isolamento", disse.

Segundo Alexandre Lote, o município, com o apoio da GNR, tem identificado todos os idosos em situação de isolamento no concelho e "compete ao Gabinete de Ação Social a definição das situações prioritárias de resposta, em função da situação de isolamento e de carência socioeconómica apresentada".

O serviço de teleassistência aplicado no concelho de Fornos de Algodres é gratuito para os utentes.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários