Grandes quantidades de Viagra falsificado apreendidas na Europa

Segundo a OMS, cerca de 50% dos medicamentos vendidos na Internet são falsos
2 de setembro de 2014 - 08h55



Uma operação conjunta europeia levou à detenção de 12 pessoas na segunda-feira e à apreensão de milhões de comprimidos de medicamentos falsos, em particular Viagra.



Segundo o escritório de coordenação jurídica da UE, o Eurojust, as polícias da Áustria, Bélgica, Chipre, Reino Unido e Hungria participaram na operação para apreender medicamentos falsos, em especial as "pílulas relacionados contra os problemas de ereção", escreve o Eurojust em comunicado.



"A operação de hoje permitiu a apreensão de vários milhões pílulas, num valor estimado superior a 10 milhões de euros, uma importante quantia de dinheiro e vários veículos, incluindo modelos de luxo", afirmou o Eurojust. Também foram congelados 7,5 milhões de euros, depositados em contas bancárias.



Os medicamentos falsos vinham da China e da Índia e "continham doses e ingredientes incorretos".



Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), cerca de 50% dos medicamentos vendidos na Internet são falsos.



De uma maneira geral, todos os tipos de medicamentos são alvo de contrafação, embora as imitações de medicamentos como o Viagra sejam mais predominantes devido à sua rentabilidade.



De acordo com a OMS, muitas vezes esses fármacos apresentam apenas uma composição de gesso e pó.



Por SAPO Saúde/AFP
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários