Fundação Portuguesa de Cardiologia pede a portugueses 0.5% do IRS para prevenir doenças cardiovasculares

Doenças cardiovasculares são responsáveis por um terço das mortes em Portugal
11 de março de 2014 - 10h11



Este ano, o seu “IRS pode fazer bem ao coração” dos portugueses. Este é o mote da campanha lançada pela Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC), apelando aos contribuintes que atribuam à instituição 0,5 % do valor do seu IRS.



A contribuição via imposto será aplicada em ações de prevenção e sensibilização para o risco das doenças cardiovasculares, patologias responsáveis por um terço das mortes em Portugal, das quais 35 por cento são mulheres e 26 por cento homens.



Para doar este valor sem qualquer encargo, basta indicar como entidade beneficiária do IRS a Fundação Portuguesa de Cardiologia, preenchendo com o NIPC 500 936 994 o campo reservado para o efeito no Modelo 3 da Declaração de rendimentos.



Com um histórico de mais de 34 anos dedicados ao combate das doenças cardiovasculares, a FPC promove anualmente diversas atividades cuja missão é alertar os portugueses para os riscos, sintomas e comportamentos que aumentam o risco de sofrer destas patologias.



Entre as principais atividades contam-se campanhas de prevenção e sensibilização, rastreios, divulgação de estudos e informação útil à população e profissionais de saúde, sempre com o foco no alerta e promoção de hábitos e estilos de vida saudáveis.



Com os donativos angariados, a FPC irá reforçar as suas atividades, podendo contribuir de forma ainda mais ativa para a prevenção das doenças cardiovasculares.



SAPO Saúde
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários