Fundação Ciência e Tecnologia assina contratos para acolhimento de mais 204 investigadores

Entre os investigadores aprovados, 26 vêm de instituições estrangeiras
2 de dezembro de 2013 - 08h15



A Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) assina hoje contratos-programa com 54 instituições que irão receber 204 investigadores selecionados este ano pelo Programa Investigador FCT, anunciou a fundação.



A assinatura dos contratos decorre numa cerimónia no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, que visa também assinalar "a meta atingida em apenas duas edições do programa: mais de 350 posições de Investigador FCT atribuídas", pode ler-se no comunicado da instituição.



Segundo o mesmo documento, na primeira edição do concurso, em 2012, foram atribuídas 159 posições de Investigador FCT e este ano são mais 204.



"Até 2016, prevê-se o recrutamento de 1.000 investigadores excecionais, para desenvolvimento de linhas de investigação inovadoras em centros de investigação portugueses", sublinha a FCT.



À segunda edição concorreram 1.489 investigadores, dos quais foram selecionados 204 por "painéis internacionais, com base em critérios de excelência científica".



Entre os investigadores aprovados, 26 vêm de instituições estrangeiras para fazer investigação em Portugal.



O programa Investigador FCT "visa criar as condições para o estabelecimento de cientistas de renome internacional em Portugal, através da atribuição de financiamento por cinco anos aos mais talentosos e promissores cientistas, em todas as áreas científicas e nacionalidades", pode ler-se no comunicado da FCT.



Na cerimónia vão estar presentes a secretária de Estado para a Ciência, Leonor Parreira, e o presidente da FCT, Miguel Seabra.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários