Há falta de medicamentos para a gripe nas farmácias

Procurar medicamentos nas farmácias pode revelar-se uma verdadeira maratona. O pico das constipações e da gripe levou à quase rutura de fármacos para combater as habituais doenças desta época do ano.
créditos: Lusa

Segundo o Diário de Notícias, há farmácias com falta de medicamentos usados para gripe e alergias típicas do inverno.

Os motivos são vários: pico de procura, stocks nas farmácias mais pequenos, falhas nos produtores e limitações nos distribuidores.

O Ilvico é o medicamento que mais falta nas farmácias desde outubro, segundo dados do Centro de Estudos e Avaliação em Saúde, da Associação Nacional de Farmácias.

No que toca aos medicamentos pediátricos, Ben-u-ron e o Brufen - em xarope - são os que mais estão em falta na maioria das farmácias.

Há ainda falhas em produtos para a rinite alérgica, como o caso do Avamys.

"A situação agravou-se em dezembro e janeiro com o pico da gripe e o acréscimo de procura. Há falhas dos laboratórios como o Ilvico e o Griponal (para o alívio de gripes e constipações) e temos de recorrer a outros medicamentos", explica Manuela Pacheco, presidente da Associação de Farmácias de Portugal (AFP), cita o referido jornal.

Um dos maiores problemas é o facto dos plafons das farmácias estarem mais reduzidos e por isso ás lojas passam a encomendar stocks mais curtos.

A situação é "preocupante", segundo a presidente da AFP, até porque são cada vez mais os casos de gripes registados nesta época. Só no mês de janeiro, a Linha Saúde 24 recebeu mais três mil chamadas por dia.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários