Farmacêutica retira do mercado português dois remédios para o colesterol

Benefícios não superavam riscos do medicamento
23 de janeiro de 2013 - 14h12



A farmacêutica Merck Sharp & Dhome decidiu retirar do mercado os fármacos para o colesterol Tredaptive e Trevaclyn, vendidos em Portugal, por recomendação da autoridade europeia do medicamento, que concluiu que os benefícios não superam os riscos.



Num comunicado hoje divulgado, a Autoridade do Medicamento em Portugal (Infarmed) diz que a empresa está a recolher voluntariamente aqueles medicamentos.



O Infarmed determina ainda a suspensão imediata da comercialização de todos os lotes e também a utilização de amostras em Portugal.



Ainda este mês, o Comité de Medicamentos de Uso Humano da Agência Europeia do Medicamento tinha recomendado a suspensão da autorização de introdução no mercado daqueles fármacos.



Este Comité concluiu que os benefícios “não superam os riscos” no caso daqueles medicamentos para tratamento da dislipidemia, que se caracteriza pela presença excessiva de colesterol e triglicéridos no sangue.



No estudo desenvolvido concluiu-se que a utilização daqueles fármacos não apresenta benefícios adicionais na redução do risco de efeitos cardiovasculares graves em doentes com elevado risco cardiovascular.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários