Esclerose Múltipla: Dia Mundial assinalado com várias iniciativas

O Dia Mundial da Esclerose Múltipla, que hoje se comemora, é assinalado em vários pontos do país com diversas atividades para chamar a atenção para a doença, que pode causar incapacidade e afeta cerca de cinco mil portugueses.

A Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM) inaugura uma exposição de pintura, um projeto chamado Música e Artes, financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, e que tem como objetivo propor aos utentes da SPEM que reproduzissem quadros da obra de Vincent van Gogh.

A inauguração da exposição conta com a presença de Ana Moura, Ana Bacalhau (Deolinda) e Luísa Amaro. O resultado das vendas dos quadros em exposição reverterá para os serviços de apoio social da Sociedade.

A Novartis juntou-se às quatro associações ligadas a esta doença para passar a mensagem de que a vida não termina com um diagnóstico da doença e apostou na frase “A vida não desaparece quando a Esclerose Múltipla aparece” para a campanha “Vida em Movimento”.

A campanha, que estará presente em meios online durante mais de um mês, é protagonizada por pessoas com esclerose múltipla e as suas famílias, e demonstra que um diagnóstico de esclerose múltipla "não impede os doentes de viver", passear, pedir uma dança, brincar com os netos ou fazer as mudanças para uma casa nova.

O Gang da Esclerose Múltipla organiza a 3ª Edição do “Move-te pela Esclerose Múltipla”, uma iniciativa nacional que decorre em dez localidades do país: Lisboa, Porto, Braga, Aveiro, Leiria, queluz, Pinhal Novo, Sines e Lagos.

Na capital, a piloto Elisabete Jacinto dá o "tiro de partida"no Rossio dos Olivais, Parque das Nações, para uma caminhada e passeio de bicicleta em que participarão também a atriz São José Lapa e a jazzista Maria Viana.

No Porto, o ciclista Cândido Barbosa participa na "biclada" e a atleta Aurora Cunha marca presença na caminhada, partido da Praceta do Molhe (Foz).

Já a Merck Serono apresenta o livro ABC da Esclerose Múltipla, um guia de (con)vivência com a doença, dirigido a doentes, cuidadores, familiares e amigos.

A obra, desenvolvida no âmbito do projeto Rebicare, é um guia para as diversas fases da doença, orientando os doentes através dos desafios diários que esta patologia pode apresentar.

Dividido em três partes, o livro fala, num primeiro momento, sobre noções essenciais do que é a esclerose múltipla, as suas causas e sintomas, o diagnóstico e o tratamento, na segunda parte são dadas dicas de como Viver Saudável com a doença, desde a dieta ao exercício físico, passando pela gravidez e o parto, as viagens e a vida laboral.

O terceiro capítulo, tem em conta temas como os direitos das pessoas com a doença, os benefícios fiscais a que têm direito e outros, como os para a aquisição de habitação ou de viatura próprias.

25 de maio de 2011

Fonte: Lusa/SAPO

Comentários