Ébola: OMS aprova uso de tratamentos experimentais

Até agora contabilizam-se 1.848 casos suspeitos, praticamente todos na África Ocidental
12 de agosto de 2014 - 10h30
 A comissão de ética da Organização Mundial de Saúde (OMS) aprovou hoje o uso de tratamentos experimentais no combate à febre hemorrágica Ébola.
"Perante as circunstâncias da epidemia e sob reserva de que determinadas condições sejam cumpridas, a comissão chegou ao consenso de que é ético oferecer tratamentos não homologados, cuja eficácia não é conhecida, nem os seus efeitos secundários, como tratamento potencial ou a título preventivo", explicou a OMS.
A epidemia de Ébola, que afeta a região da África Ocidental, já fez mais de mil mortos, em 1.848 casos suspeitos, de acordo com o último balanço da Organização Mundial de Saúde, atualizado na noite de segunda-feira.
Por Lusa 

Leia também 
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários