Ébola: Luanda entre onze províncias angolanas de "alto risco"

Cabinda, Zaire, Benguela, Cunene, Uíge, Malange, Moxico são outras das províncias de "alto risco"
8 de setembro de 2014 - 10h20



As autoridades de saúde angolanas definiram onze das 18 províncias do país, incluindo Luanda, como de "alto risco" para uma eventual propagação da epidemia da febre hemorrágica do Ébola a Angola.



A classificação, feita pela Direção Nacional da Saúde Pública, tem por base o movimento fronteiriço destas províncias, seja por via terrestre, fluvial ou aérea, no âmbito do plano de contingência para controlo e prevenção do vírus Ébola.



Além de Luanda, estão classificadas como de "alto risco" as províncias de Cabinda, Zaire, Benguela, Cunene, Uíge, Malange, Moxico, Lunda Norte, Lunda Sul e Cuando Cubango.



"Em todas essas províncias estão a ser formados os profissionais de saúde e as populações, caso surja algum caso suspeito", adiantou Eusébio Manuel, da Direção Nacional da Saúde Pública.



O responsável, citado pela rádio pública, acrescentou que estão a ser colocados no terreno meios de biossegurança, para proteção dos profissionais.



Angola passou a integrar o grupo de países com risco "moderado a alto" de infeção por Ébola, depois de confirmados casos e mortes na vizinha República Democrática do Congo.



Por Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários