Duplo transplante de rins inédito em Portugal efetuado hoje em Coimbra

Intervenção demorou 6 horas e envolveu 12 cirurgiões, quatro anestesiologistas, 12 enfermeiros
17 de abril de 2013 - 17h28



Um duplo “transplante cruzado de rins com dadores vivos” foi efetuado hoje, pela primeira vez em Portugal, no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC), revelou a instituição.



“Todos os doentes – dadores e recetores – encontram-se muito bem”, adianta o CHUC, sublinhando que a “complexa operação” implicou “colheitas de rins, em simultâneo, em dadores vivos, de imediato implantados em recetores cruzados, também em simultâneo”.



A intervenção, que demorou mais de seis horas, envolveu 12 cirurgiões, quatro anestesiologistas, 12 enfermeiros e quatro técnicos, com recurso a quatro salas de operações em simultâneo.



O cirurgião Alfredo Mota coordenou a equipa de 32 profissionais que, entre as 08:30 e as 15:00 de hoje, procederam à colheita e implantação simultânea de rins, intervenção que exige “uma coordenação de equipa perfeita e meios humanos com muita experiência na transplantação renal”, salienta um comunicado do CHUC.



Diretor do serviço de urologia e transplantação renal do CHUC, Alfredo Mota considera que este tipo de intervenções constitui "um avanço para o país, colocando-o na linha da frente a nível internacional e com maior oportunidade de aumento de transplantes renais”.



Sublinhando que “foi a primeira vez que esta cirurgia foi realizada em Portugal”, o presidente do Conselho de Administração do CHUC, José Martins Nunes, afirmou que esta operação é “um orgulho para a medicina portuguesa”.



A transplantação é uma das áreas de excelência do CHUC, que detém o primeiro lugar a nível nacional de transplante renal, com 120 transplantes em 2012.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários