Doentes com cancro em risco de perderem apoios

A União Humanitária dos Doentes Com Cancro (UHDC), que presta apoio gratuito a doentes com cancro e familiares, alerta que a falta de donativos pode colocar em causa o futuro da associação.
créditos: LUSA

A UHDC precisa de angariar 24 mil euros, até ao final do ano, para garantir a continuidade do apoio a milhares de doentes em Portugal.

"Há mais de 15 anos que apoiamos doentes com cancro, especialmente de famílias carenciadas, que precisam do nosso apoio para sobreviverem à doença. Contudo, devido à situação económica que Portugal tem vindo a atravessar, houve, nos últimos anos, uma drástica redução dos donativos para a União", comenta Cláudia Costa porta-voz da UHDC.

"A UHDC sobrevive exclusivamente de donativos, pelo que apelamos à ajuda de todos, pessoas e empresas, através de um donativo solidário, para que possamos continuar a apoiar quem mais precisa", acrescenta.

Para garantir a continuidade da Associação será necessário angariar perto de 24 mil euros até ao final deste ano. Só desta forma, a UHDC consegue continuar todas as actividades de apoio a doentes com cancro e seus familiares, como a Linha Contra o Cancro e o Núcleo de Apoio ao Doente Oncológico.

O cancro é a segunda causa de morte no nosso país e a primeira no grupo etário entre os 35 e os 64 anos.

Como ajudar?

Os donativos podem ser depositados nos balcões do Montepio, ou enviados através do Multibanco, por transferência, para o NIB: 003602169910007736322. De cada donativo recebido será emitido o correspondente recibo, que será enviado a quem o solicitar, nomeadamente, através de telefone ou do e-mail: uhdc@netcabo.pt.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários