Dívida do SNS terá valor "historicamente baixo" no final do ano

A dívida em agosto deste ano situa-se nos 1.338 milhões de euros
9 de outubro de 2013 - 16h16



O Ministério da Saúde anunciou hoje no Parlamento que a dívida vencida do Serviço Nacional de Saúde aos fornecedores era de 1.338 milhões de euros em agosto passado e que no final do ano atingirá valores “historicamente baixos”.



Segundo o secretário de Estado da Saúde, Manuel Teixeira, a dívida que já ultrapassou os prazos de pagamento acordados com os fornecedores era, em dezembro de 2011, de 2.541 milhões de euros.



“No final deste ano, a dívida estará em níveis historicamente baixos (…) É uma situação bastante gerível, o que não acontecia no final de 2011”, afirmou na comissão parlamentar de Saúde, onde a equipa ministerial esteve a ser interrogada pelos deputados.



A dívida em agosto deste ano situa-se nos 1.338 milhões de euros, depois de no ano passado terem sido usados 1.500 milhões de euros das transferências do fundo de pensões da banca para pagamentos a fornecedores.



Já a dívida não vencida situa-se atualmente nos mil milhões de euros, segundo o secretário de Estado Manuel Teixeira.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários