Distribuição de preservativos e ações de informação marcam Dia do Preservativo

Atividades terminam com flash mob no Chiado, em Lisboa
13 de fevereiro de 2013 – 10h18



A distribuição de preservativos e de informação sobre medidas de proteção do Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH) e de outras Infeções Sexualmente Transmissíveis (IST) vão marcar o Dia Internacional do Preservativo, assinalado esta quarta-feira.



O Grupo Português de Ativistas sobre Tratamentos de VIH/SIDA (GAT) promete agitar o dia, começando com uma marcha que terá início na estação de comboios do Rossio, passará pela Praça da Figueira e Largo do Martim Moniz para terminar no Largo do Intendente, em Lisboa.



No Largo do Intendente, serão “simbolicamente” entregues preservativos e material informático ao presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, através de um seu representante.



A iniciativa – do GAT, em parceria com a AIDS Healthcare Foundation/Love Condoms Campaign, do Chapitô, bem como várias organizações não-governamentais e algumas personalidades mediáticas - prosseguirá depois na Assembleia da Assembleia, onde serão entregues preservativos e informação a deputados do PSD, PS, PCP, CDS e BE.



Esta ação será realizada na presença do diretor do Programa Nacional para o Controlo da Infeção VIH, António Diniz.



Um grupo de representantes de organizações não-governamentais da Grande Lisboa deverá ser recebido pelo primeiro-ministro, no Palácio de São Bento, com o objetivo de realizar também a entrega simbólica de preservativos e material informativo sobre a efeméride.



Uma segunda marcha está prevista para o Chiado, em direção ao Largo Camões, onde os participantes irão permanecer até ao final da tarde, altura em que terá início a última atividade do dia: um flash mob (manifestação espontânea).



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários