Dispositivo que deteta grupo sanguíneo vale prémio internacional a investigadora portuguesa

Dispositivo portátil permite determinar, de forma automática, em menos de cinco, o grupo sanguíneo
12 de julho de 2013 - 07h32
A investigadora Ana Ferraz venceu a Final Mundial da Imagine Cup 2013, na Rússia, com o dispositivo portátil que permite detetar, em menos de cinco minutos, o grupo sanguíneo, anunciou hoje a Microsoft, promotora da competição.
Ana Ferraz, aluna de doutoramento na Universidade do Minho, venceu na categoria Cidadania, com o projeto "For a Better World" ("Por um Mundo Melhor").
O montante do prémio - 50 mil dólares (38 mil euros) - vai ser aplicado na melhoria do protótipo, na realização de mais testes e na sua potencial comercialização, indicou à agência Lusa a investigadora.
Ana Ferraz explicou que o dispositivo portátil com que foi premiada permite determinar, de forma automática, em menos de cinco minutos, o grupo sanguíneo, podendo ser usado em ambulâncias, hospitais e laboratórios, em situações de emergência.
O dispositivo possibilita ainda fazer os testes necessários antes de uma transfusão, e detetar doenças como a sífilis e infeções hospitalares.
Promovida pela Microsoft, a Imagine Cup é considerada a maior competição internacional de tecnologia. A final decorreu durante quatro dias, em São Petersburgo, na Rússia, culminando na divulgação do vencedor, na noite de quinta-feira.
Segundo a Microsoft Portugal, é a primeira vez que Portugal obtém um primeiro lugar na competição.
SAPO Saúde com Lusa
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários