Dia do Enfermeiro

Ordem defende valorização dos técnicos e maior proximidade aos cidadãos


No Dia Internacional do Enfermeiro, que hoje se assinala, a Ordem considera que é preciso apostar na proximidade com o cidadão, num modelo em que os enfermeiros devem ter um papel fundamental.

A Ordem dos Enfermeiros (OE) considerou que é preciso romper o paradigma da saúde centrada nos hospitais e médicos e aplicar um modelo de proximidade ao cidadão, focado na prevenção, em que os enfermeiros devem ter um papel fundamental.

Em conferência de imprensa esta quarta-feira, a OE apresentou as medidas políticas de médio e longo prazo que considera serem fundamentais assumir como compromissos políticos, em linha com o que é defendido pela “troika” que negociou a ajuda externa a Portugal, e que entregou aos partidos políticos com assento parlamentar.

Uma das medidas que a Ordem defende é a criação, em todo o país, da figura do “enfermeiro de família” nos cuidados de saúde primários, à semelhança do que está a ser desenvolvido nos Açores em projeto piloto, e do “enfermeiro de referência” nos cuidados de saúde hospitalares.

Os enfermeiros querem também que o próximo Governo coloque alguns destes profissionais a assumir funções que hoje são dos médicos, alegando que as suas competências estão mal aproveitadas e que é uma forma de garantir mais cuidados com menos custos.

“Quando falamos em cuidados de saúde não são apenas cuidados médicos. Os enfermeiros têm hoje competências que não estão suficientemente aproveitadas”, afirmou à agência Lusa a bastonária da Ordem dos Enfermeiros (OE), Maria Augusta Sousa.

O acompanhamento de doentes crónicos ou a requisição de sacos para fezes em pessoas com colostomia são alguns dos exemplos de tarefas que podem passar para a responsabilidade do enfermeiro.

Para assinalar o Dia, a Ordem dos Enfermeiros organizou uma série de iniciativas em várias cidades do país. Em Coimbra, vai ser debatida a “Política de Saúde e o Valor dos Cuidados de Enfermagem”, num fórum que conta com a participação do secretário de Estado da Saúde, Óscar Gaspar.

Em Guimarães decorrerão seminários, inseridos na comemoração dos 20 anos do Novo Hospital de Guimarães. Também o Centro Hospitalar do Montijo organiza uma conferência e, na Madeira, estão previstas iniciativas no âmbito Dia Internacional do Enfermeiro.

12 de maio de 2011

Fonte: Lusa/SAPO


Comentários