DGS diz que não há novos casos de legionela no Porto

A Direção Geral de Saúde (DGS) afirmou que, no que se refere à comunidade do Grande Porto, “não se registam novos casos” de ‘legionella’ relacionados com a investigação em curso.
créditos: Lusa

Em conferência de imprensa realizada na segunda-feira transata no Porto, o diretor geral da Saúde, Francisco George, explicou que desde a última semana de julho foram notificados 16 casos de pessoas com a 'legionella', ou Doença dos Legionários, no Grande Porto, dois dos quais foram adquiridos durante viagens ao estrangeiro.

Dos 16 casos identificados na região Norte, há cinco pessoas internadas em hospitais no Porto e, em declarações dadas à Lusa esta tarde, Francisco George asseverou que o estado de saúde dessas pessoas está “a evoluir favoravelmente”.

Francisco George referiu ainda que um hóspede que pernoitou no Hotel da Boa-Vista, no Porto, está internado num hospital privado em Lisboa com ‘legionella’, mas ressalvou que este caso não tem relação com os 16 registados recentemente na região Norte.

No último mês e meio foram registados 12 casos da Doença dos Legionários em pessoas residentes na região de saúde do Norte e duas delas estão hospitalizadas.

No sábado transato, o hotel Boa-Vista desencadeou um tratamento da rede predial de águas por suspeita de contaminação pela bactéria da Doenças dos Legionários.

Além de um sueco e de uma francesa que pernoitaram no “Boa-Vista” e que tiveram a Doença dos Legionários, há uma outra pessoa que também esteve nesse hotel e que está agora internada num hospital em Lisboa, contou Francisco George.

Comentários