Dez farmacêuticas unem-se para encontrar soluções para a Diabetes e Alzheimer

Gigantes farmacêuticas unem-se pelo combate às grandes doenças do século XXI
5 de fevereiro de 2014 - 16h15



Dez importantes empresas farmacêuticas, como as norte-americanas Merck e Pfizer e a francesa Sanofi, decidiram unir forças para desenvolver novos tratamentos contra a Diabetes e a Doença de Alzheimer, anunciou na terça-feira o Instituto Nacional de Saúde norte-americano.



Esta associação entre empresas rivais, que reúne um investimento conjunto de 230 milhões de dólares a cinco anos, também concentrará esforços no tratamento de transtornos imunológicos, revela o consórcio em comunicado, escreve a AFP.



Os dez laboratórios farmacêuticos e oreferido instituto, encarregado da pesquisa biomédica, deverão compartilhar conhecimentos científicos e bases de dados com o objetivo de identificar biomarcadores importantes para desenvolver novos tratamentos.



"Temos que trabalhar em conjunto para compreender o completo quebra-cabeças destas doenças e acelerar a nossa capacidade de trazer novos tratamentos para os pacientes", disse Elias Zerhouni, médico-chefe do departamento de investigação da Sanofi, segundo a referida nota.



Os laboratórios associados comprometem-se em não desenvolver medicamentos a partir das descobertas feitas no contexto deste projeto antes das mesmas descobertas serem participadas aos restantes membros.



A aliança inclui os laboratórios Bristol-Myers Squibb, Biogen Idec e Johnson&Johnson dos Estados Unidos, o britânico GlaxoSmithKline e o japonês Takeda.



SAPO Saúde com AFP
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários