Desvendado mistério dos dois amigos que morreram a jantar em França

A morte de dois amigos durante um jantar em Authon-du-Perche, no norte de França, deixou o país e as autoridades intrigadas durante quase uma semana.
créditos: Pixabay

Olivier Boudin, de 38 anos, e Lucien Perot, de 69, morreram enquanto jantavam, na quinta-feira, sem que houvesse qualquer sinal de agressão ou pista sobre a causa da morte.

No terraço da habitação de Lucien Perot, Olivier Boudin foi encontrado deitado de barriga para cima junto do corpo do amigo sobre a mesa. Ao lado, um prato com comida, queijo camembert, pão e um copo de vinho.

Quando a vizinha de Lucien Perot passou pela casa às 6 da manhã, estranhou a posição de ambos, mas julgou que estavam apenas embriagados. "Pensei que deveriam estar muito bêbados para ainda estarem a dormir", contou ao jornal britânico "The Guardian".

"Mais tarde voltei a ver o Lucien ainda sentado à mesa e pensei que deveria ter sido mesmo uma grande noite de bebedeira", acrescentou.

A vizinha apercebeu-se apenas que algo de estranho estaria a acontecer quando voltou a ver os dois homens na mesma posição ao meio-dia, acabando por alertar as autoridades.

Durante vários dias a imprensa francesa especulou diversas teorias sobre as causas da morte. Uma delas apontava para um caso fulminante de botulismo alimentar. No entanto, todos os alimentos foram analisados pelas autoridades francesas, que descartaram logo a presença de toxinas potencialmente fatais.

Esta quarta-feira, a polícia acabou com o mistério. Segundo as autópsias, Lucien Perot tinha 2,4 gramas de álcool por litro de sangue e morreu asfixiado. O homem tentou engolir um pedaço de bife, sem o mastigar, lê-se no relatório médico. Já Olivier Boudin, que sofria de uma doença cardíaca genética, teve um ataque cardíaco ao ver o amigo morrer.

Veja ainda: 10 hábitos pouco higiénicos que todos temos

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários