Desperdiçados mais de um milhão de cheques-dentista

Desde que foi implementado em 2008 para dar resposta à ausência de cuidados de saúde oral no Serviço Nacional de Saúde, o programa cheque-dentista já beneficiou mais de dois milhões e meio de utentes. Hoje é o Dia Mundial da Saúde Oral.

As crianças portugueses, que beneficiam do cheque dentista, têm hoje menos cáries e sobretudo são tratadas atempadamente e ensinadas a prevenir a doença. Quem o diz é o bastonário da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), Orlando Monteiro da Silva. "Os maiores beneficiários do programa são sem dúvida as crianças e jovens, especialmente aos sete, dez e 13 anos, que no total, desde 2008, já utilizaram mais de dois milhões e 300 mil cheques", explica.

Desde 2008 foram emitidos, ao abrigo do Programa Nacional de Promoção de Saúde Oral (PNPSO), 4,3 milhões de cheques-dentista. Destes, cerca de 1,14 milhões (27%) não chegaram a ser utilizados. Os vales para consulta atribuídos às crianças e jovens são os mais frequentes, mas também os mais desperdiçados.

No ano passado foram utilizados 413.451 cheques-dentista, a vertente mais conhecida do Programa de Promoção da Saúde Oral (PNPSO). No dia Mundial da Saúde Oral o especialista diz que "o que queremos é que esta aposta precoce na saúde oral se estenda depois na vida adulta, para que não se repitam situações como as que existem atualmente de tantos idosos sem um único dente".

Portugal ultrapassou metas da OMS

"O ideal seria até que o programa abrangesse crianças a partir dos três anos. Os resultados do programa na infância são extraordinários e já permitiram a Portugal ultrapassar metas da Organização Mundial de Saúde (OMS) previstas para os 12 anos em 2020", conclui o especialista.

Na categoria de saúde infantil, para crianças com menos de seis anos, foram utilizados 16.231 cheques dentistas, enquanto nas crianças com sete, dez e 13 anos o programa permitiu a realização de 284.664 consultas. A que se somam mais 6.173 nas crianças em idades intermédias, ou seja, oito, 14 e 15 anos.

Coisas que quis perguntar ao dentista mas teve vergonha

Comentários