Deixar de fumar beneficia o coração, mesmo se com aumento de peso

Estudo descreve ganho médio de 2,7 a 3,5 quilos no grupo que deixou de fumar
13 de março de 2013 - 12h14
Deixar de fumar reduz significativamente o risco de doenças cardiovasculares, mesmo que isso provoque um aumento no peso, destaca um estudo publicado nesta terça-feira na revista científica Journal of the American Medical Association.
As pessoas não diabéticas que participaram no estudo e que deixaram de fumar reduziram em 53% o risco de sofrer um episódio cardíaco ou um acidente cardiovascular cerebral em comparação com a população fumadora, mesmo quando ganharam peso, destacam os autores do estudo realizada pela Universidade de Lausanne, na Suíça.
A investigação, realizada a partir da colaboração de 3.251 pessoas, entre 1984 e 2011, descreve um ganho médio de peso entre 2,7 e 3,5 quilos no grupo que deixou de fumar. Os investigadores descobriram também uma redução do risco cardiovascular entre os diabéticos que abandonaram o vício, mas o consequente aumento de peso pode ter consequências nefastas, especialmente entre os que não controlam bem a doença, já que pressupõe o aumento do risco de mortalidade.
O tabaco é uma das principais causas de morte evitável no mundo Ocidental e o seu consumo apresenta um risco maior de doença cardiovascular, destacam os pesquisadores. 
Deixar de fumar reduz claramente este risco, mas supõe um aumento de peso que continua a ser uma das principais preocupações dos fumadores.
SAPO Saúde com AFP
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários