Deco recebeu centenas de pedidos de informação sobre legionella

A DECO, associação de defesa do consumidor, recebeu por dia centenas de pedidos de informação sobre a bactéria legionella, de todo o país, com diversas dúvidas, como sobre ser seguro tomar banho, beber água da torneira ou frequentar piscinas.
créditos: Lusa

"Desde o início da semana, temos recebido centenas de pedidos de informação, por dia, vindos de todo o país", disse à agência Lusa fonte da DECO, acrescentando que hoje a afluência já tem sido menos intensa.

"São dúvidas sobre se posso tomar banho ou não, sobre a qualidade da água da rede pública, se tenho dores abdominais posso estar contaminado ou não, casos que reencaminhamos para a Linha Saúde 24, fundamental na triagem", especificou outra fonte, da DECO Proteste, o técnico Bruno Santos.

Para este especialista na área da qualidade do ar, "é fundamental que, tanto quanto possível, as pessoas tentem consultar as fontes oficiais de informação" sobre a forma como aparece a bactéria ´legionella´, onde se aloja, como se propaga e o que pode fazer-se perante a sua presença.

A ‘legionella’, que provoca pneumonias graves e pode ser mortal, foi detetada na sexta-feira, no concelho de Vila Franca de Xira, tendo provocado cinco mortos – estando mais quatro a aguardar confirmação – e 302 casos de infeção.

A montante do problema de saúde, "há um problema de informação, detetamos em muitas das questões que nos chegam uma certa insegurança dada a profusão hoje de fontes de informação", explicou Bruno Santos.

Na atual situação de surto, "há muitas ideias preconcebidas, muitos mitos e há, por vezes, uma certa incapacidade em descodificar alguma informação que chega das fontes oficiais, embora o diretor geral da Saúde tenha sido, até agora, bastante claro nos apelos que fez e na informação que transmitiu, relativamente à forma de contágio persistem, por exemplo, ideias relacionadas com o consumo de água", referiu o técnico da DECO.

Comentários