Das 120 unidades de saúde avaliadas pelo regulador, 102 têm excelência clínica

Em 12 estabelecimentos não foi possível aferir o cumprimento dos requisitos da ERS
23 de abril de 2013 - 11h52



A maioria dos 120 estabelecimentos de saúde públicos, privados e sociais avaliados pela Entidade Reguladora da Saúde (ERS) cumpre os critérios de qualidade em termos de excelência clínica, segundo o relatório do Sistema Nacional de Avaliação em Saúde (SINAS).



Atualmente estão abrangidos pelo SINAS 162 prestadores de cuidados de saúde, mas 42 destes não foram avaliados na dimensão da excelência clínica.



Os resultados hoje divulgados mostram que dos 120 estabelecimentos avaliados, 102 (85%) demonstraram cumprir com os critérios de qualidade exigidos pela ERS, tendo alcançado a Estrela do primeiro nível de avaliação.



Dos restantes 18 estabelecimentos de saúde que não obtiveram estrela, em 12 deles não foi possível aferir o cumprimento dos requisitos exigidos pela ERS, por os dados recolhidos serem insuficientes ou estarem ainda em fase de organização.



Os outros seis prestadores de cuidados de saúde optaram por não se submeter à avaliação do SINAS, não tendo enviado quaisquer dados relativos ao período em análise, tendo ficado classificados em “declinou avaliação”.



Estes resultados reportam-se a episódios com alta entre 1 de julho de 2011 e 30 de junho de 2012, no contexto das áreas de Acidente Vascular Cerebral, Cirurgia de Ambulatório, Enfarte Agudo do Miocárdio, Ginecologia, Obstetrícia, Ortopedia e Pediatria.



O relatório apresenta ainda pela primeira vez os resultados das áreas de cirurgia vascular, cirurgia geral, cirurgia cardíaca e unidades de cuidados intensivos, cuja informação se reporta a episódios alta entre 1 de janeiro e 30 de junho de 2012.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários