Consumo de marijuana pode provocar crises de paranoia

A marijuana desencadeou ansiedade, preocupação, neura e pensamentos negativos num estudo britânico
16 de julho de 2014 - 14h18



Um estudo realizado no Reino Unido sobre os efeitos da principal substância ativa da marijuana revelou que, em pessoas mais vulneráveis, desencadeia crises momentâneas de paranoia. A investigação realizada pela Universidade de Oxford, pelo Instituto de Psiquiatria do King's College de Londres e pela Universidade de Manchester, e publicada no Schizophrenia Bulletin, contou com 121 voluntários.



Todos já tinham consumido marijuana e alguns tinham relatado episódios de paranoia. A nenhum tinha sido diagnosticada qualquer doença mental.



Os voluntários foram divididos em dois grupos de forma aleatória. Metade recebeu uma injeção de 1,5 mg de THC - a principal substância ativa da marijuana - e os restantes uma solução salina, um placebo apenas. Para analisar os efeitos foram realizados testes psiquiátricos para diagnóstico de paranoia, incluindo cenários de realidade virtual, uma simulação de uma situação real, questionários e entrevistas.



Os resultados mostram que a THC desencadeou pensamentos paranoicos - um em cada cinco voluntários teve um aumento desses sentimentos.



A marijuana desencadeou ansiedade, preocupação, neura e pensamentos negativos. Estas emoções negativas levam as pessoas a sentirem-se mais vulneráveis e, ao tentarem encontrar respostas para o que está a acontecer, tudo pode parecer estranho e assustador.



Por SAPO Saúde
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários