Comissão tem 45 dias para propor Centros de Referência para cuidados de saúde

O neurocirurgião João Lobo Antunes preside à comissão nacional que tem, a partir de hoje, 45 dias para apresentar à tutela da Saúde um relatório sobre as áreas prioritárias para a criação de Centros de Referência.
créditos: LUSA

Esta Comissão Nacional para os Centros de Referência tem como missão avaliar as necessidades de prestação de cuidados de saúde e identificar as grandes áreas de intervenção, em que os Centros de Referência devem ser reconhecidos.

Cabe a este grupo, composto por nove elementos, definir os critérios específicos a que devem obedecer os candidatos ao reconhecimento, assim como propor ao ministro da Saúde a decisão desse reconhecimento.

De acordo com um despacho do ministro da Saúde, Paulo Macedo, hoje publicado em Diário da República, compõem esta comissão, além de João Lobo Antunes, o cirurgião Alberto Caldas Afonso (vice-presidente), Joaquim Neto Murta (diretor de Serviço de Oftalmologia do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra), e o investigador do Instituto de Medicina Molecular Luis Marques da Costa.

Fazem igualmente parte da comissão o diretor da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP), João António Pereira, o investigador Rui Fernandes da Costa, e o diretor do Departamento da Qualidade na Saúde da DGS, José Alexandre Diniz.

O grupo é igualmente composto pelo médico Jorge Penedo, o economista Álvaro Santos Almeida, o diretor da Fundação Calouste Gulbenkian Jorge Soares e o cirurgião especialista em transplantes Emanuel Furtado.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários