China quer reduzir a poluição em 25% antes de 2017

A China é o principal consumidor mundial de carvão
12 de setembro de 2013 - 14h50



A China tentará reduzir até 25% os níveis de poluição atmosférica em Pequim e nas principais cidades do país antes de 2017, segundo um documento oficial divulgado esta quinta-feira.



Os níveis altos de concentração de partículas finas na capital devem cair aproximadamente 25% até 2017 em relação a 2012, indica o documento do Conselho de Estado na página oficial do governo central.



Outras cidades, como Xangai, reduzirão a poluição entre 10 e 20% nos próximos quatro anos, acrescenta o mesmo relatório.



Os níveis de poluição do ar nas principais cidades chinesas alcançaram recordes nos últimos anos devido principalmente às emissões das usinas de carvão, com níveis de partículas finas, as PM2,5, que em janeiro superavam até 40 vezes os limites fixados pela Organização Mundial da Saúde (OMS).



A China é o principal consumidor mundial de carvão e o no próximo ano precisará de mais de metade da procura mundial, segundo as previsões.



SAPO Saúde com AFP
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários