Cancro do fígado: Investigadores de Hong Kong ligam doença a hormonas sexuais masculinas

Investigadores de Hong Kong descobriram que os homens são mais propensos a desenvolver cancro do fígado devido a um tipo de gene que está ligado às hormonas sexuais masculinas, anunciou a Universidade Chinesa do local.

O estudo da Universidade Chinesa de Hong Kong, iniciado em 2008, revela que mais de 70 por cento dos 50 pacientes que sofriam de cancro do fígado analisados produziram elevados níveis de um gene relacionado com o ciclo celular da quinase (CCRK, na sigla inglesa).

De acordo com os investigadores, o gene, um dos 17 mil do corpo humano, é diretamente controlado e ativado pela proteína recetora da hormona sexual masculina ou androgénio, o que explica o facto que, em 2007, o número de homens com a doença ter sido sete vezes superior ao das mulheres em todo o mundo.

Os cientistas concluíram ainda, com base em experiências em ratos de laboratório, que o CCRK figura também como um forte indutor no processo de crescimento anormal das células do fígado e na formação de tumores.

“Este estudo tem um impacto potencial clínico, pois representa a correlação entre o recetor (androgénio) e o desenvolvimento do cancro de fígado” e “também explica porque é que os homens têm um risco maior de sofrer de cancro de fígado do que as mulheres”, afirmou o vice-reitor Joseph Sung e o chefe da investigação Mok Hing-yiu, numa declaração divulgada na página eletrónica da universidade.

O cancro do fígado é terceiro tipo de cancro mais mortal do mundo, depois do cancro do pulmão e do cancro do cólon, não havendo atualmente qualquer tratamento eficaz.

23 de junho de 2011

Fonte: Lusa

Comentários