Cancro da próstata é o tumor maligno mais frequente no homem adulto

Quando detetado precocemente as hipóteses de cura do cancro da próstata podem chegar aos 85%
17 de setembro de 2013 - 14h57
Na Semana de Alerta para as Doenças da Próstata, que se assinala de 23 a 29 de Setembro, a Associação Portuguesa de Urologia (APU) pretende sensibilizar a população masculina para a importância deste tumor e da sua prevenção. 
Quando detetado precocemente as hipóteses de cura do cancro da próstata podem chegar aos 85%. Segundo as estatísticas, o filho de um homem que tenha tido cancro da próstata tem 5 vezes mais probabilidade de vir a desenvolver a doença.
É fundamental que o homem - principalmente o que tem como fator de risco a hereditariedade - inicie a vigilância anual para despiste da doença a partir dos 50 anos (a vigilância é feita através de um exame PSA, sendo este o indicador que determina se o homem deverá, ou não, fazer posteriormente o exame à próstata através do toque retal).  
Hereditariedade e idade são os dois principais fatores de risco para o cancro da próstata. 
Em Portugal, todos os anos surgem 3500 a 4000 novos casos de cancro da próstata, que mata anualmente cerca de 1.800 portugueses. 
Quando é descoberto em fases já avançadas, o cancro da próstata pode já ter-se expandido aos gânglios e ossos.

SAPO Saúde
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários