Canábis aumenta risco de AVC e morte súbita. Será o fim desta droga medicinal?

Um estudo apresentado na conferência do Colégio Americano de Cardiologia avança que o consumo de marijuana provoca um aumento significativo do risco de AVC, insuficiência cardíaca, doença coronária e morte súbita.
créditos: EPA/ANDY RAIN

É mais um duro golpe no lobby da legalização da canábis. Um estudo recente revelou que existe uma clara associação entre o consumo de canábis e um maior risco de doença coronária.

A investigação liderada por Aditi Kalla, do Centro Médico Einstein, em Filadélfia, nos Estados Unidos, teve por base a análise de dados de 20 milhões de processos clínicos de mais de 1.000 hospitais.

Segundo o estudo, 316.000 dos pacientes analisados (apenas 1,5%) fumava marijuana com regularidade. Os investigadores compararam depois a incidência de doença cardiovascular nos pacientes que consumiam a droga com os que não consumiam.

O resultado: o consumo de marijuana - não é explicado sob que forma ou meio - aumenta o risco de acidente vascular cerebral (AVC) em 26%, o risco de insuficiência cardíaca em mais de 10%, bem como o de doença da artéria coronária e morte súbita.

"É importante que os médicos conheçam estes efeitos para que possam educar melhor os pacientes, tal como os que questionam a segurança da canábis ou pedem mesmo uma prescrição de canábis", alerta uma das autoras do estudo numa nota divulgada pelo Centro Médico Einstein.

15 doenças que ainda não têm cura

artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários