Bill Gates promove desenvolvimento de nova geração de preservativos

Bolsas de 100.000 de dólares para os melhores projetos
1 de abril de 2013 - 11h47
 O empresário e filantropo Bill Gates incentivou a partir do Twitter a participação numa nova iniciativa da sua fundação, que financiará com bolsas de 100.000 de dólares os melhores projetos para desenvolver uma nova geração de preservativos.
“Consegues inventar um preservativo melhor? 100.000 dólares (77,7 milhões de euros) para o desafio de modernizar um recurso que salva vidas”, escreveu na terça-feira Bill Gates na sua conta de Twitter para promover a nova iniciativa destinada ao fomento de melhorias na saúde, com impacto global.
Os interessados podem obter mais informações em GrandChallenges.org, portal onde a fundação destaca que os preservativos "têm sido utilizados durante cerca de 400 anos, mas evoluído pouco tecnologicamente nos últimos 50 anos".
“Há homens que alegam que diminui o prazer e muitas mulheres, especialmente pertencentes a grupos de risco, como as prostitutas, têm dificuldade em negociar o seu uso”, lê-se no blogue da instituição que justifica assim a necessidade de melhorar o preservativo.

Características que facilitem o uso tanto do preservativo masculino como do feminino, design diferente, novos materiais e embalagens mais fáceis de abrir também são ideias que o concurso pede para ter em conta. Mas, acima de tudo, o preservativo deve manter a sua função de proteção contra doenças.
SAPO Saúde com Lusa
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários