Baixo estrogénio pode estar relacionado com menor desejo sexual nos homens

Até agora, a diminuição da produção de testosterona era conhecida como uma das principais causas
13 de setembro de 2013 - 14h10




Com o avançar dos anos, muitos homens de meia-idade vêem a barriga a aumentar e o desejo sexual a diminuir, sintomas que um estudo publicado esta quarta-feira sugere que pode estar associado à deficiência na produção de uma hormona normalmente associada às mulheres: o estrogénio.




Até agora, a diminuição da produção de testosterona era conhecida como uma das principais causas, mas cientistas dizem no novo estudo que um declínio no estrogénio pode ser parte do problema.



"Este estudo estabelece níveis de testosterona segundo os quais várias funções fisiológicas começam a ficar prejudicadas, o que pode ajudar a fornecer uma base para determinar que homens deveriam ser tratados com suplementos de testosterona", disse Joel Finkelstein, do Hospital Geral de Massachusetts.



Mas "a maior surpresa foi que alguns dos sintomas rotineiramente atribuídos à deficiência de testosterona são na verdade parcialmente ou quase exclusivamente causados pelo declínio do estrogénio", acrescentou Finkelstein.



Tradicionalmente, o diagnóstico de hipogonadismo masculino - queda das hormonas reprodutivas que provoca efeitos físicos – baseava-se exclusivamente na medição dos níveis de testosterona. Estes diagnósticos aumentaram nos últimos anos, levando a cinco vezes mais prescrições de testosterona no ano 2000, comparativamente a 1993.



Mas a produção de testosterona também tem um impacto direto nos níveis de estrogénio nos homens, já que uma parte da hormona masculina é transformada em estrogénio, o que torna difícil perceber quais são as quantidades necessárias para contrabalançar os sintomas que surgem nos homens mais velhos.



Para descobrir, os cientistas suprimiram toda a produção da hormona natural entre mais de 300 homens com idades entre os 20 e os 50 anos. Metade dos indivíduos tomou uma dose diária de um gel de testosterona ou um placebo durante 16 semanas. A outra metade recebeu este gel além de um remédio que inibe a conversão de testosterona em estrogénio.



Os resultados do estudo sugerem que a testosterona regula a massa magra e a força muscular, enquanto o estrogénio influencia a acumulação de gordura corporal.



A função sexual sofreu o efeito das duas hormonas: a falta de estrogénio reduziu o desejo, enquanto o nível baixo de testosterona impediu a ereção.



SAPO Saúde com AFP
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários