Autoridades de Macau detetaram gripe H7N9 em galinhas vivas no mercado abastecedor

Autoridades ordenaram o abate de 7.500 aves
13 de março de 2013 - 10h32



As autoridades de Macau confirmaram, esta madrugada,(final da tarde de quarta-feira em Lisboa) terem detetado H7N9 num lote de galinhas vivas no mercado abastecedor, embora não haja sinais do vírus da gripe nos trabalhadores do local.



De acordo com o presidente do Instituto para os Assuntos Cívicos e Municipais, Alex Vong, o vírus foi detetado num lote de cerca de mil aves de capoeira oriundo de Zhuhai, cidade chinesa adjacente a Macau, mas que não chegou a sair para os mercados da Região Administrativa Especial, tendo sido, imediatamente, ordenado o abate e desinfeção das instalações como medida preventiva.



Na sequência da confirmação da presença do vírus, as autoridades ordenaram o abate de 7.500 aves que estavam no local, não tendo sido, até ao momento, detetados sintomas da gripe nos cerca de 30 trabalhadores que terão tido, de alguma forma, contacto com as aves.



Lusa
artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários