Autoridade americana do medicamento viabiliza viagra feminino

A Agência para a Alimentação e Medicamentos (FDA) norte-americana deu terça-feira luz verde para a comercialização do Flibanserin, o primeiro “Viagra” feminino, destinado a mulheres que ainda não estejam na menopausa e tenham falta de desejo sexual.

A FDA, que rejeitou a comercialização da droga em 2010 e 2013, seguiu finalmente as recomendações de um comité consultivo de peritos que voltou em junho a recomendar a comercialização do medicamento.

O Flibanserin, destinado a mulheres que não estejam na menopausa, pode ter efeitos secundários significativos, incluindo náuseas, tonturas e sonolência.

Duas tentativas de trazer a droga para o mercado falharam em 2010 e 2013, porque os especialistas descreveram as vantagens como inconclusivas.

Segundo documentos na página na Internet da FDA, as mulheres que tomaram Flibanserin relataram, em média, 4,4 encontros sexuais satisfatórios por mês, contra 3,7 das que tomaram um placebo (medicamento ministrado com fins sugestivos).

artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários