Associação reivindica Dia Nacional da Prevenção da Morte Súbita

Recolha de assinaturas começa hoje

A Associação Bate, Bate Coração lança esta sexta-feira, 12 de Novembro, uma petição para o reconhecimento legal do dia 12 de Novembro como o Dia Nacional da Prevenção da Morte Súbita. A petição pode ser consultada em www.dianacionalmortesubita.com


“As doenças cardiovasculares são uma das principais causas de morte em Portugal e uma parte significativa delas é por arritmias cardíacas. Apesar disso, as pessoas desvalorizam esta doença fatal, por desconhecimento. É por isso urgente a criação de um Dia Nacional de Prevenção da Morte Súbita e o desenvolvimento de acções de consciencialização e informação que conduzam ao desenvolvimento de estratégias eficazes de prevenção”, sustenta o cardiologista Carlos Morais, presidente da Associação Bate, Bate Coração.


“Com esta petição pretendemos também sensibilizar as entidades públicas para a urgência de uma maior atenção às arritmias cardíacas que, se detectadas precocemente permitem uma economia de gastos com saúde, nos internamentos, medicamentos e dias de trabalho, e sensibilizar também a classe médica, em particular o médico de família, para a importância da medição do ritmo cardíaco através da pulsação”, explica Carlos Morais.

Durante o mês de Novembro, a Associação promove o Mês de Sensibilização para a Prevenção da Morte Súbita. Saiba mais em www.batebatecoracao.com

Uma arritmia é uma perturbação do ritmo dos batimentos cardíacos e pode ter consequências fatais, quando não tratada. Como muitas vezes as arritmias não provocam sintomas, grande parte da população desconhece os seus riscos. A falta de informação é um dos principais factores que pode levar à morte inesperada, repentina e não acidental, conhecida como morte súbita.

12-11-2101

Comentários