Associação Alzheimer lança projeto Café Memória para apoiar quem tem demência

Conceito ‘Memory Café’ vai estrear-se em Portugal no Centro Comercial Colombo, em Lisboa
2 de abril de 2013 - 09h47
A associação Alzheimer Portugal vai lançar no sábado uma iniciativa designada Café Memória para dar visibilidade ao tema e permitir um suporte mútuo entre doentes e cuidadores, disse à Lusa a coordenadora do projeto.
A iniciativa destina-se a pessoas com demência ou alzheimer e familiares e já foi experimentada com sucesso noutros países, avançou Catarina Alvarez.
Depois de passar por países como França, Estados Unidos e Inglaterra, o conceito ‘Memory Café’ vai estrear-se em Portugal no Centro Comercial Colombo, em Lisboa, seguindo-se uma outra sessão no CascaisShopping, a 20 de abril.
A coordenadora do projeto, Catarina Alvarez, justifica este lançamento, afirmando que “esta temática deve ser mais debatida, apoiada e falada na nossa sociedade”.
“A ideia é partilhar experiências e suporte mútuo, com o acompanhamento de profissionais de saúde ou de ação social”, adianta.
Segundo Catarina Alvarez, além de partilhar experiências, os participantes têm a possibilidade de interagir e “realizar atividades lúdicas e estimulantes, num ambiente que se pretende que seja reservado e protegido, em que se oferece suporte emocional e informação útil”.
A iniciativa permite “melhorar a qualidade de vida destas pessoas”, através da inclusão da sociedade neste problema, “designadamente através da colaboração via voluntariado”.
Os voluntários são recrutados pelos parceiros empresariais do projeto, que incentivam os colaboradores a participar, e pela associação Alzheimer Portugal, mas o projeto é aberto a quem se interesse pela temática.
Segundo dados do programa da União Europeia para a demência (Eurocode) relativos a 2006-2008, citados por Catarina Alvarez, existem em Portugal cerca de 153.000 pessoas com este tipo de patologias, sendo que perto de 90.000 tem a doença de Alzheimer, números que os responsáveis do programa previam poder duplicar até 2040.
No Reino Unido, país onde a iniciativa teve origem, o conceito tem vindo a ser desenvolvido de forma sistemática desde o ano 2000 e conta atualmente com mais de 60 ‘Memory Cafés’, referenciados no plano nacional de saúde para as demências, elaborado em 2009 pelo Governo do país.
Este projeto insere-se num projeto mais vasto denominado “Cuidar Melhor”, para apoiar cuidadores de pessoas com demência, que em 80% dos casos, “são os familiares”, refere Catarina Alvarez.
As sessões, promovidas em conjunto a Sonae Sierra – dona de vários centros comerciais no país - vão acontecer entre as 09:00 e as 11:00 do primeiro sábado de cada mês, em Lisboa, e do terceiro sábado em Cascais, sendo o acesso gratuito e sem necessidade de inscrição prévia.
Lusa
artigo do parceiro: Nuno de Noronha

Comentários