Arábia Saudita quer 30 médicos portugueses e paga-lhes 12 mil euros

Salário oferecido representa mais do triplo que um clínico recebe no topo de carreira em Portugal. As áreas médicas procuradas são variadas: vão da medicina dentária, às especialidades cirúrgicas.

A informação do salário já tinha vindo a público, no site da Ordem dos Médicos, mas faz esta quarta-feira capa do Diário de Notícias.

O número de profissionais de saúde que emigraram passou de 600, em 2009, para perto de três mil em cada um dos anos de 2012, 2013 e 2014.

Médicos e enfermeiros portugueses são procurados por vários países, especialmente pelo Reino Unido, Alemanha, Bélgica, Suíça e Arábia Saudita.

Nos dias 18 e 19 de outubro, um grupo de saúde da Arábia Saudita vai estar em Portugal para recrutar 30 médicos, aos quais oferece 12 mil euros mensais isentos de impostos, casa, seguro de saúde para a família, 44 dias de férias pagas e passagens de ida-e-volta para Portugal, tal como informa o site da Ordem dos Médicos.

O grupo procura profissionais das áreas da Neurologia, Pediatria, Anestesiologia, Medicina Intensiva, Urologia, Otorrinolaringologia, Oftalmologia, Obstetrícia, Cirurgia-Geral, Cardiologia, Ortopedia, Dermatologia, Radiologia e Medicina Dentária.

A oferta representa mais do triplo do valor que um clínico recebe em topo de carreira em Portugal.

Também o Reino Unido tem recrutado profissionais em Portugal. Esta semana, uma unidade especializada em doenças da medula espinal esteve no Porto e vai estar em Coimbra e Lisboa para encontrar 30 enfermeiros e técnicos de radiologia necessários para o Buckinghamshire Healthcare NHS Trust, em Aylesbury, nos arredores da capital britânica.

Só este hospital da Grande Londres contratou, em 2012, 65 enfermeiros portugueses.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários