Alimentação nas festas natalícias pode causar ansiedade

Com a chegada do Natal e do Ano Novo regressam os excessos alimentares associados a estas épocas festivas, uma situação que pode provocar ansiedade e preocupação com o controlo de peso.

O alerta é da Unidade de Nutrição Clínica do Hospital Lusíadas Lisboa que deixa algumas recomendações para que possa desfrutar dos prazeres desta época sem consequências para a saúde.

“O ideal durante estas épocas de festa é tentar manter o equilíbrio entre a vontade de ingerir as tradicionais e deliciosas iguarias e a necessidade de as ingerir. Em momento algum devem deixar que a ansiedade do aumento de peso lhes tire o prazer de comemorar esta época em família”, afirma Ana Rita Lopes, Coordenadora da Unidade de Nutrição Clínica do Hospital Lusíadas Lisboa.

Realizar todas as refeições e em pequenas quantidades, evitando estar mais de três horas sem comer e beber água ou infusões sem adição de açúcar entre as refeições são alguns dos conselhos dados pela especialista que sugere ainda vários truques para tornar as receitas “igualmente saborosas mas menos calóricas” como, por exemplo, “trocar as natas por iogurte natural, utilizar apenas as claras dos ovos em detrimento dos ovos inteiros, dar prioridade à farinha integral, a alimentos magros e optar por peru”.

É comum durante estas épocas depararmo-nos com muitas sobras de alimentos. Para esta situação, a médica revela que as pessoas devem “optar pela congelação das refeições ou distribuir os alimentos pelos convidados, acondicionando-os adequadamente em recipientes fechados”.

“O Natal e o Ano Novo são apenas dois dias, por isso é importante que as pessoas não prolonguem as festividades e a ingestão de alimentos mais calóricos, caso contrário o peso será mais difícil de controlar. Assim que terminem estes dias, deve reiniciar uma alimentação equilibrada e deve retomar a prática de atividade física diária”, conclui.

artigo do parceiro: Nuno Noronha

Comentários